MP Sports camisas oficiais ! Acesse

Digite Seu E Mail abaixo para receber nossas novidades

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

"Maradona era fã número 1 de Pelé", diz jornalista que organizou o primeiro encontro dos dois



Em 1979, Maradona ainda não havia vencido uma Copa do Mundo, não era considerado um Deus pelos argentinos e tampouco vivia as turras com Pelé. Foi justamente esse Maradona, com 18 anos, que numa segunda-feira de abril de 1979 pegou um avião em Buenos Aires com destino ao Rio de Janeiro. O objetivo da viagem era realizar um sonho: conhecer o seu maior ídolo, no caso, um tal de Pelé.“Ele era fã número 1 de Pelé”, revela ao Guillermo Blanco, responsável pelo primeiro encontro dos dois maiores jogadores de todos os tempos. Em 1979, o repórter trabalhava na revista “El Gráfico” e organizou a reunião dos craques após uma revelação de Diego. “A ideia surgiu quando fiz uma entrevista com Maradona, durante o campeonato Sul-Americano. Ele disse que o seu maior sonho era conhecer Pelé”, diz o jornalista.
Mais de 20 anos após o primeiro encontro, os dois estiveram juntos em festa da Fifa
Até executar a ideia mirabolante de conseguir uma hora na agenda do ex-camisa 10 da seleção brasileira e realizar o sonho de Diego, o jornalista trabalhou três meses. “Fiz contados com jornalistas brasileiros até achar pessoas próximas a ele que ajudaram a conseguir uma data para o encontro”, conta o argentino.Junto com o repórter e Maradona viajaram para o Brasil um fotógrafo da revista, além do então empresário e o pai do jogador. Em uma suíte do hotel Copacabana Palace, Pelé, que já havia se aposentado, recebeu a comitiva. Segundo Blanco, o bate-papo entre os dois durou aproximadamente uma hora.“Tem uma coisa que eu nunca vou me esquecer. Já no final da conversa, Pelé pegou Diego pela mão e disse: você tem que cuidar do seu físico, você tem muitas bocas para alimentar. O seu talento é muito grande, mas você deve cuidar do seu físico”, revela Guillermo Blanco. “De alguma maneira, ele foi premonitório”, completa.

0 comentários:

Postar um comentário