MP Sports camisas oficiais ! Acesse

Digite Seu E Mail abaixo para receber nossas novidades

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Verdão cumpre o objetivo, faz 2 a 0 no Galo e avança para a semifinal

Em clima de decisão no estádio do Pacaembu, o Palmeiras foi contagiado pelo apoio dos mais de 35 mil torcedores presentes e cumpriu seu objetivo. O Verdão venceu o Atlético-MG por 2 a 0 e está classificado para a semifinal da Copa Sul-Americana. O time paulista soube superar o bom momento dos reservas da equipe mineira após o intervalo e garantiu a importante vitória.

Apesar de ter contado com Valdivia por apenas 16 minutos, Lincoln entrou no lugar do machucado chileno e contribuiu bem para o triunfo alviverde. Com gols de Marcos Assunção e Luan, um em cada tempo, o Palmeiras continua na luta para levantar a taça da competição que passou a priorizar neste final de temporada.

Na próxima fase, o Palmeiras vai enfrentar o vencedor do duelo entre Avaí e Goiás, que fazem o jogo de volta nesta quinta-feira, em Florianópolis. Na ida, em Goiânia, houve empate por 2 a 2. As semifinais serão realizadas nos dias 17 e 24 de novembro, e o Verdão decide a classificação dentro de casa.

Luan Danilo gol PalmeirasO

O Verdão foi a campo com força total e com Valdivia entre os titulares. Já o Galo poupou os principais atletas para o Brasileirão, competição em que está ameaçado pelo rebaixamento. A postura ofensiva dos donos da casa pôde ser observada desde o primeiro minuto, porém a experiência da equipe mineira evitou uma pressão maior. A primeira grande chance alviverde foi com Tinga, aos dez minutos, mas os visitantes responderam cinco minutos depois em contragolpe com Ricardo Bueno. Tanto Renan Ribeiro quanto Deola fizeram grandes defesas.

A torcida do Palmeiras ficou preocupada quando novamente o meia Valdivia voltou a sentir dores na coxa esquerda. Aos 16 minutos, o chileno, que ficou fora dos três jogos anteriores, foi substituído por Lincoln. A empolgação palmeirense e o bom volume de jogo empurraram a equipe para o ataque. Com o apoio dos laterais Márcio Araújo e Gabriel Silva e a movimentação de Tinga e Kleber, que ia buscar a bola no meio-campo, o Verdão criou boas oportunidades.

Aos 26, Marcos Assunção mostrou mais uma vez que tem o pé calibrado e fez um gol olímpíco após cobrança de escanteio: 1 a 0. Apostando na velocidade de Neto Berola, o Atlético-MG buscava o empate, mas o Palmeiras manteve a superioridade.

Com a vantagem no marcador, o Verdão não mostrou o mesmo apetite em busca do gol após o intervalo. Enquanto isso, o Galo aproveitou para pressionar. O técnico Dorival Júnior percebeu o clima favorável e colocou três titulares antes dos 26 minutos, deixando o time mineiro mais ofensivo. Entraram o volante Serginho e os atacantes Nicão e Diego Tardelli, para as saídas dos volantes Alê e Fabiano e do lateral Diego Macedo.

O confronto ficou equilibrado, e o Atlético-MG chegava com mais frequência à meta de Deola. De cabeça, Ricardo Bueno exigiu o esforço do goleiro. Logo depois, a resposta verde veio em uma roubada de bola de Lincoln, mas Kleber finalizou para fora.

Então, aos 33, a apreensão que começava a tomar conta dos milhares de palmeirenses no estádio transformou-se em euforia. Lincoln coroou sua boa atuação na noite puxando o contra-ataque e servindo Luan, que, pelo lado esquerdo da área, chutou para o fundo das redes: 2 a 0.

Depois do segundo gol, a classificação alviverde ficou mais tranquila. O Galo perdeu as suas forças, e a equipe do técnico Luiz Felipe Scolari esperou o tempo passar. Festa da torcida, que gritou olé nas arquibancadas e comemorou a vaga na semifinal.

0 comentários:

Postar um comentário